Pular para o conteúdo
Rota Ambiental logo

Como montar um sistema de osmose reversa: Guia completo

Como montar um sistema de osmose reversa

A osmose reversa é um processo com a finalidade de limpar a água, podendo ser usada tanto em residências quanto em indústrias, mas como montar um sistema de osmose reversa?

É justamente sobre isso que falaremos aqui, com dicas e todas as instruções necessárias sobre equipamentos e filtros de osmose.

Mas se você está começando agora a entender sobre purificação de água, não deixe de conferir o artigo completo sobre osmose reversa, disponibilizado no site da Rota Ambiental, empresa referência em osmose reversa e tratamento de água.

Continue a leitura e descubra tudo o que é necessário para montar um sistema de osmose reversa, seja na sua casa ou empresa!

Introdução ao Sistema de Osmose Reversa

A osmose reversa é uma forma inteligente de limpar a água, que consiste em usar pressão para levar a água pura através de uma barreira, mais especificamente uma membrana.

Esta barreira impede que impurezas grande passem. Então, o que temos do outro lado é água limpa e segura para beber.

O que é Osmose Reversa?

Na osmose reversa, a pressão aplicada supera a natural da água, que faz a água se livrar de sais e sujeira, indo para o lado menos denso.

Assim, por meio das membranas especiais, passa só a água. E vários omponentes são utilizados para reter substâncias indesejadas, como carvão ativado e fitros de cartucho.

O processo tem a capacidade de remover quase todos os sais e impurezas, chegando a 99%.

Componentes Principais de um Sistema de Osmose Reversa

Os equipamentos chave incluem bombas para a pressão e filtros. Filtros de carvão, por exemplo, removem produtos químicos.

Há ainda membranas que deixam a água pura passar, e tanques são usados para armazenar a água limpa.

Aplicações e Benefícios da Osmose Reversa

A osmose reversa é útil em diversos setores, desde bebidas até cuidados de saúde, ela garante água de alta qualidade.

Para as empresas, é bastante útil na fabricação de produtos melhores. No geral, seu maior diferencial é retirar impurezas e deixar a água pura, tornando até a água do mar usável, o que é uma vitória para o meio ambiente.

Como Montar um Sistema de Osmose Reversa

Para começar a montar um sistema de osmose reversa, é preciso tratar a água antes. Este processo remove sujeiras e produtos químicos, evitando danos à membrana e reduzindo a necessidade de limpeza.

O tratamento básico envolve várias etapas:

Pré-Tratamento da Água

Use um filtro de sedimentos para retirar partículas grandes, e em seguida, um filtro de carvão ativo elimina o cloro e outras substâncias.

Por fim, um inibidor de incrustações previne a formação de depósitos. Esses pré-filtros são essenciais para proteger a membrana.

Instalação da Membrana de Osmose

A membrana semipermeável é chave no sistema de osmose reversa, já que ela filtra contaminantes e deixa só a água passar. Para instalar adequadamente, é necessário escolher a membrana certa.

Existem vários tipos, mas as de poliamida ou acetato de celulose são as mais usadas. A membrana deve ser colocada num vaso de pressão e conectada às tubulações.

Configuração do Sistema de Bombeamento

É essencial uma bomba de qualidade para gerar a pressão necessária, que deve superar a pressão da água bruta.

O dimensionamento correto da bomba considera diversos fatores, como a vazão e a perda de pressão nas tubulações. Cálculos sofisticados são feitos para selecionar a melhor bomba.

Pós-Tratamento e Armazenamento da Água

A água purificada ainda pode passar por um pós-tratamento para ficar própria para consumo. Depois, é armazenada em um reservatório.

Esse reservatório tem capacidade para manter o fornecimento constante de água purificada, que deve ser do tamanho certo, de acordo com a demanda.

Manutenção e Limpeza do Sistema

Manter a osmose reversa limpa e funcionando bem é indispensável para seu bom desempenho, visto que a limpeza e a manutenção aumentam a vida útil do sistema.

Além disso, é preciso trocar peças importantes quando cumprem seu ciclo de vida.

Monitoramento da Qualidade da Água

É essencial checar sempre se a água purificada atende aos padrões, que é feito observando o pH, a condutividade elétrica e outros fatores. Se algo estiver errado, ajustes ou limpezas no sistema são necessários.

Limpeza Química da Membrana

Membranas de osmose reversa podem sujar ao longo do tempo, prejudicando a qualidade da água que produzem.

Para limpar e manter as membranas em bom estado, usamos um método chamado limpeza CIP, que usa ácidos e bases especiais para remover as impurezas das membranas. Assim, a osmose reversa pode continuar funcionando corretamente por mais tempo.

Substituição de Componentes

Outros componentes, como os filtros, precisam ser trocados regularmente. Filtros de sedimentos, carvão ativado e cartuchos costumam durar de 6 a 12 meses. Já a membrana, que é semipermeável, é substituída a cada 2-5 anos.

Isso porque, ela vai perdendo eficiência com o tempo. Quanto mais a água for limpa e o sistema for cuidado, mais dura a membrana.

É sempre importante seguir o que o fabricante recomenda, para o sistema funcionar sem problemas.

Desafios e Considerações na Instalação

Quando escolhemos um sistema de osmose reversa, precisamos entender os desafios da instalação, e um dos problemas iniciais é o alto custo para começar. Depois, há gastos regulares com manutenção e peças novas. Portanto, sem um bom planejamento, a qualidade da água produzida pode cair.

Na água que vai ser tratada, se houver matéria orgânica ou pesticidas, o desempenho do sistema é afetado. Por isso, escolher bem a membrana é essencial para obter uma boa água no final.

Em casos de água do mar, temos mais um desafio: muito sal na água. Isso pede filtros especiais e membranas específicas para suportar essa situação.

E não podemos esquecer de verificar as leis que falam sobre tratamento de água e descarte de resíduos, visto que o sistema de osmose precisa seguir as regras. Não cumprir os regulamentos pode trazer problemas sérios.

Portanto, antes de instalar o sistema, é crucial pensar em todos esses desafios. Assim, podemos aproveitar ao máximo os benefícios da osmose reversa, e fazer o sistema durar muito mais tempo.

Conclusão

A osmose reversa é uma ótima opção para quem busca água purificada. Ela usa uma membrana semipermeável para remover até 99% dos contaminantes, resultando em água limpa e saudável para beber, cozinhar e produzir bebidas.

Mesmo que iniciar e os custos pareçam altos, os benefícios compensam. Ter água potável filtrada confiável justifica o preço.

Você viu aqui como instalar e cuidar de um sistema de osmose reversa, e como é crucial ter acesso à água pura e de qualidade.

Você está pensando em instalar um sistema de osmose reversa em sua residência ou empresa? O primeiro passo é contar com o suporte de especialistas no assunto, como a equipe da Rota Ambiental.

Essa é a garantia de dispor de um sistema eficiente e fabricado com materiais resistentes e de alta qualidade.

Entre em contato conosco clicando no botão abaixo e solicite um orçamento gratuito! Ou se preferir, agende uma visita e teremos o maior prazer em atendê-lo!

O que você achou disso?

Média da classificação 2 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.